sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

SAUDADE

Saudade é aquele aperto que nos dá no peito e nos tira o ar
É aquela dor que sentimos cá dentro e nos faz mirrar
É aquele vazio que nos gela a alma e nos faz chorar
É aquela nuvem que nos tapa o sol e nos faz parar

Respirar fundo para serenar...

BREADING


quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

O QUE TU DÁS


O CAMINHO FAZ-SE CAMINHANDO

Há uns anos li um livro que me ficou gravado para sempre na memória: STOPPING, by David Kundtz.
Sei que já vos falei nele, mas são lições que nos ficam para a vida…

A verdadeira razão para parar é poder prosseguir o caminho. Na maior parte dos casos não paramos até nos sentirmos exaustos e quase vencidos, sem saber para onde nos havemos de virar. O erro é clássico e crónico, aliás.
Ao contrário do que possa parecer, podemos parar em qualquer lugar e a todo o momento. David Kundtz fala de parar no sentido construtivo. Não se trata de parar por preguiça ou por inércia, mas com a consciência de que, muitas vezes, temos que recuar, sair de cena e perceber, com distância, qual o melhor caminho a seguir.’

Eu PAREI efectivamente, mas porque me faltaram as forças e a exaustão apoderou-se de mim até ao limite! Sou uma pessoa muito emotiva que nunca soube muito bem gerir as emoções e isso tem dado cabo de mim. Há anos que me dizem ‘devias procurar ajuda’ porque nestas fases mais complicadas da vida acabo por perder significativamente saúde (stress; insónias; estomago; vesicula; perda de peso, entre outras coisas que possam até parecer mais assustadoras!). Mas pedir ajuda para mim era um sinal de fraqueza ou derrota e isso sempre me impediu de o fazer (chegava a ficar zangada quando me diziam isto).

Esta semana no pico da exaustão houve um click que me fez ‘procurar ajuda’, fui à net e o primeiro sítio que encontrei, marquei uma consulta. E fui.

O que vos posso dizer em relação ao que senti? É estranho porque falamos de nós a uma pessoa que nunca vimos na vida, mas que nos percebe como ninguém e tem sempre alguma coisa a dizer em relação ao que pensamos ou sentimos ou vivemos! E não passou de uma conversa, mas que me deixou mais serena, deixou! Basicamente não vos consigo dizer mais que isto, o que para mim continua a ser estranho mas acho que há coisas que não são para perceber!

O que é certo, é que dormi como já não dormia há meses (tanto, que até adormeci de manhã eheheheheh) e de certa forma me deu tranquilidade!

Por isso acho que efectivamente PAREI também no bom sentido, e agora estou pronta para seguir em frente! Como me têm dito estes dias…

O caminho faz-se caminhando

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

BREATHE… JUST BREATHE

Porque depois de uma tempestade, há sempre um raio de sol para nos aquecer a alma.

E quando tudo parece querer desabar… acontece algo positivo para nos fazer acreditar.


#acreditar.nãodesistar.vaidarcerto

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

SERÁ QUE AS PESSOAS MUDAM OU CRESCEM?

Há características que são inerentes à nossa personalidade e são intrínsecas em nós (por exemplo, teimosia!). Estas características são muito difíceis de mudar, é verdade… mas podemos mantê-las e usá-las a nosso favor o que não quer dizer que não possamos ateimar uma coisa num dia qualquer com uma pessoa qualquer com uma questão qualquer. Neste momento da minha vida, optei por usar a teimosia como uma coisa positiva que se chama NÃO DESISTIR. 

E existem muitas outras características que podemos usá-las de forma diferente (mais positiva):
. pessoas (EU) que têm a mania que tem de ser tudo perfeito… porque não ensinarmos aos outros aquilo que sabemos e ver o que daí resulta? Quem nos diz que os outros não são tão bons quanto nós? Até podem ser melhores… ou não lololol será certamente uma experiência para ambos e nós estamos sempre a aprender com os outros. Lembro-me que tive ajuda na cozinha (da Joana e do Renato) no aniversário do Principesco (Julho de 2017) e acabou por ser divertido! As pessoas são criativas sim, e cada uma tem as suas técnicas e os objectivos foram cumpridos (lolol... eu teria deitado o melão ao lixo porque para mim estava demasiado maduro mas eles acharam que não e eu cedi... e tivemos umas belas espetadas na mesa... noutros tempos teria sido mais inflexível por exemplo...)

. ser humilde… bem, tenho dias! Mas tenho-me esforçado por aplicar também esta característica ao máximo, tanto a nível pessoal como profissional e resulta… Por exemplo, a nível profissional, se chegarmos à beira de um colega com a mania que sabemos tudo, dificilmente teremos ajuda! Se mostramos que até precisamos deles, não falta quem nos queira ajudar e a partilha de conhecimento é muito maior porque afinal de contas, estamos todos no mesmo barco.

. ser paciente… (sempre quis tudo para ontem) e ás vezes sou bastante intolerante nesta questão da paciência. Mas sabem uma coisa? Ser impaciente tira-nos anos de vida e o verbo descomplicar aplica-se aqui na perfeição.

Agora, podemos mudar como pessoa? Não lhe chamaria mudar, prefiro usar o termo ‘crescer’; ver as coisas de outra forma; errar e aprender com os erros. Aprender com os erros faz parte deste crescimento: perceber porque erramos; o que deveríamos ter feito e não o fizemos e assumir a nossa quota-parte (ou a parte que for) de responsabilidade.


Claro que temos de ter tudo em conta para essencialmente, não deixarmos de ser quem somos, com todos os defeitos e qualidades porque é este conjunto de ‘coisas’ que nos define e faz com que as pessoas gostem de nós; que sejam nossas amigas e que nos amem. Acho que acima de tudo os erros nos servem para lutar por um futuro melhor (e mais feliz).


quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

THE SONG OF THE DAY... You are the reason


(...)
I'd climb every mountain
And swim every ocean
Just to be with you
And fix what I've broken
Oh, cause I need you to see
That you are the reason (...)

Absolutamente rendida a esta música <3

FIX YOU


BREATHE


terça-feira, 9 de janeiro de 2018

CORAGEM e uma mala cheia

Às vezes é difícil encontrar o equilíbrio certo, para a atitude certa, para o momento certo…
Às vezes é difícil serenar o espírito, quando o coração está apertado e dizer ‘vai ficar tudo bem’
Às vezes é difícil acreditar quando o que nos faz feliz está longe…

Mas há um dia que percebemos que é preciso abrandar… caminhar devagar… deixar a vida por as coisas no lugar.

Mantenho a fé, a esperança e um acreditar!

Já tive muitos embates na vida, mas com eles aprendi o que me faz mal; o que me faz bem e o que preciso para ser feliz e para fazer alguém feliz. E os meus ‘pequenos nadas’… são os meus ‘grandes tudo’… para ser feliz.


Na vida é preciso CORAGEM e eu tenho a minha mala cheia para esta viagem.

Imagem daqui

sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

VAI DAR CERTO

Há dias que sentimos o corpo fraquejar; a fé esmorecer… Mas depois fazemos com que o lado bom do coração se sobreponha ao lado mau e continuamos a acreditar, com tudo, dia após dia… 
VAI DAR CERTO

quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

I will be loving you till we're seventy


DESEJOS PARA 2018

Em 2018 desejo ser o melhor de mim, todos os dias, em tudo o que der e em tudo o que fizer. Desejo ser a mulher que ama, que cuida, que trata… desejo poder dizer todos os dias à pessoa que amo, eu amo-te; desejo poder agradecer todos os dias e ser grata por tudo o que tiver, todos os dias; desejo ter o coração leve e saber apreciar tudo de bom que a vida nos dá, todos os dias; desejo ser feliz e fazer alguém feliz, todos os dias…

Aprendi que na vida há tanta coisa que não interessa, que não nos faz bem! Aprendi que para podermos estar ‘bem’ na vida e de bem com a vida, temos de saber descomplicar e é este o filtro que eu vou (tentar, com todas as minhas forças) usar, todos os dias…


Com saúde temos tudo, sem amor, não somos nada!

Imagem daqui

quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

ACREDITAR PELOS DOIS

E quando me faltarem as forças, que me valham as memórias dos sorrisos, do carinho, da cumplicidade.

E quando me faltar a esperança, que me valha o amor que sinto por ti para renovar a fé todos os dias a cada nascer do sol.

E quando me faltar a estrada, que me lembre que o caminho é o do Amor.


E quando nós acreditamos nos nossos sonhos, eles tornam-se realidade. E eu acredito.

quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

A FAZER DAS TRIPAS CORAÇÃO

Quando nos falta o chão, o tecto e as redes… quando nada nos consegue sossegar o coração, quando a nossa dor é tão aguda, lancinante e permanente…


Mas esta dor vai ser a minha força para lutar, dia após dia, sem desistir.