sexta-feira, 24 de abril de 2015

CORRER / CRIAR / DANÇAR / Life is a dance, dance for your life!

Chuva e mais chuva condiciona-nos mais no que diz respeito a lazer, se bem que este fim-de-semana vai ser mais caseiro, quer-me parecer.

Planeei, leia-se, PLANEEI, amanhã de manhã ir correr para o sítio onde dei as minhas primeiras corridas. Longe de casa, o aquecimento vai ser a caminhada até ao destino; faço a minha corrida com aquela vista maravilhosa (depois partilho) e regresso. Mas isto é apenas um plano… LOL Claro que a chuva vai decidir por mim!

A Princesa mais velha tem de estudar; a princesa mais nova tem ensaios de dança e espectáculos! A Princesa Mor (minha pessoa, ou dizendo por outras palavras, a Principessa ihihihihi) vai aproveitar o domingo para começar um trabalho.

Lembram-se de vos ter dito que tenho um bolo de comunhão para fazer, para mais ou menos 50 pessoas? Esse mesmo. A menina da comunhão deu-me algumas dicas de como quer o bolo, vejamos:
- Bolo tipo casamento;
- Dois andares;
- Com muitas flores;

Coisa fácil! Ela também adora borboletas mas um dos símbolos da comunhão é a pomba branca, por isso vou fazer pombas brancas e muitas, muitas flores. Durante a semana vão ficar a secar e no sábado quando fizer o bolo é mais fácil de aplicar. Vamos lá ver se consigo estar à altura do desafio! Tem uma agravante, nós também fomos convidados para a comunhão, por isso se não estiver bom, eu vou lá estar! MEDO!
Imagem daqui

Outra coisa que me desassossega o espírito é o facto de ter sabido HOJE, que num dos dias em que vamos dançar à Exponor, vamos dançar 2 coreografias! DUAS, e eu só aprendi UMA! Mais, na próxima semana não vamos ter aula, por isso vou ter de aprender uma coreografia inteira numa aula apenas. É só rir… Ommmmmmmmmm… Vou ser a croma que em vez de avançar para a direita, avança para a esquerda! Depois a professora convence-nos desta forma:
“Be the change you want to see in the world”, Gandhi

LIFE IS A DANCE, DANCE FOR YOUR LIFE!

I Will Try It at Least

E NÃO É QUE SAIU UM JANTAR MUITOOOOOOOO BOM?

Quem cozinha todos os dias, sabe o stress que é pensar em inovar e não repetir receitas; variar entre carne e peixe com a agravante de não cozinharmos arroz; massa ou batatas durante a semana. Ontem estava com um dilema, tinha deixado filetes de peixe gato a descongelar, mas apetecia-me variar (para não repetir sempre os filetes no forno).

Pesquisei e lembrei-me de fazer almôndegas de peixe. Na net encontrei almôndegas que eram fritas; almôndegas cozinhadas no tacho e almôndegas no forno. Guess what? Claro que optei pela versão de forno porque era a mais saudável. Basicamente o que fiz foi adaptar duas receitas para as almondegas; adaptar duas receitas para o molho de iogurte; seguir rigorosamente a receita dos couscous (de espinafres). Resultado:
- Adoro a cor dos couscous preparados desta forma mas quando os provei isoladamente, consegui sentir um ligeiro amargo dos espinafres e fiquei com receio…
- Preparei o molho de iogurte e provado isoladamente, pareceu-me um pouco adocicado pelo que tive algum receio…
- As almondegas estavam lindasssss quando as tirei do forno, faltava provar!

Couscous de espinafres com almôndegas de peixe gato
Posso-vos dizer que a combinação destes sabores juntos, resultou na perfeição. A hortelã no molho de iogurte deu-lhe a frescura necessária para as almôndegas ganharem mais vida e o doce do molho cortou na perfeição o amargo dos espinafres. O Principesco disse que o molho sabia a pastilha elástica LOLOLOLOL e quando provou os couscous disse que preferia da forma convencional. Imaginem, para quem estranhou, repetiu 3 vezes, quantas vezes teria repetido se tivesse gostado logo à partida? Ihihihihihih

Não consegui tirar fotografias lindas porque quando a família está sentada à mesa, não consigo fazê-los esperar para tirar uma foto artística, por isso, estas foram as que consegui! Tenho mesmo pena de não ter tirado uma foto ao tabuleiro quando o tirei do forno, mas fica para outras núpcias.

Vou postar a receita no separador de receitas, combinado?

Quando corremos riscos só se pode ter dois resultados: ou resulta e ficamos felizes por ter experimentado e aumentamos o nosso leque de receitas; ou não arriscamos e acabamos por comer quase sempre o mesmo. Eu arrisco e umas vezes corre bem, outras corre menos bem. Desta vez correu bem, muito bem!

Beijos e abreijos

quinta-feira, 23 de abril de 2015

Pensamento do dia

O que fazer para jantar? 

Deixei filetes de peixe a descongelar, mas apetecia-me variar…

Hum……

Keep thinking…



Ser ou não, TUDO OU NADA, eis a questão

Imagem daqui
Estamos quase no fim de Abril e para mim é sinónimo de fazer fretes: o frete de pagar o IMI; o frete de mandar os papéis do IRS para o contabilista; o frete de ser obrigada a perceber que vou ter de passar recibos de renda eletrónicos; etc. ODEIO! Houve anos que entreguei o IRS fora do prazo apenas porque sim, porque a simples ideia de organizar os papéis me dava náuseas. Este ano tenho tudo orientado, só falta mesmo, mesmo juntar uma ou outra coisa. Enfim, FRETES!

Em relação a algumas coisas sou mesmo telhuda, basicamente sou o tudo ou nada! Sou o tudo quando me dá a ‘louca’ e levo tudo à frente; sou o nada quando estou numa fase do ‘não quero saber’.

Há uns anos atrás, entre 2007 e 2008, passei por uma crise financeira (ainda estava casada com o pai da minha filha, a caminho do divórcio que aconteceu em 2008). Crise é sinónimo de cartas; intimações; bolas de neve que viram autênticas avalanches, e eu só queria ignorar. Passava dias, semanas sem ir ao correio com medo que lá estivesse mais uma carta para pagar uma multa qualquer, pelo atraso do pagamento de alguma coisa. Foi uma altura muito difícil e quando ignoramos os problemas eles crescem à velocidade da luz. Sofri e durante muito tempo sofria quase sozinha porque nem me atrevia a pensar no assunto.

E este exemplo da crise serve para muitas outras coisas. Quando me sentia/estava gorda uma parte de mim queria ignorar o problema, fazer de conta que estava tudo bem, mas por outro lado sofria em silêncio porque até percebermos que não tem mal partilhar e pedir ajuda, é um processo doloroso que só quem por lá passou sabe reconhecer.

Hoje sou uma pessoa diferente mas reconheço que também o sou porque não tenho problemas, pelo menos não tenho problemas graves que me tirem o sono. Todos os dias quando entro no prédio vejo a caixa do correio (progresso); todos os dias ou quase todos os dias passo pela balança (progresso em relação ao tempo que fugia dela como o Diabo da cruz) e isto torna-me mais relaxada. Claro que depois há sempre outras coisas em que nos revemos e acabamos por agira da mesma forma. Dou-vos um exemplo:

- Quando a minha princesa entrou para a escola primária, eu e mais uns pais criamos uma associação de pais porque simplesmente não havia! Fizemos coisas fantásticas e eramos um grupo muito unido. Depois a princesa cresceu e mudou de escola, pelo que transitei para outra associação, ainda que no mesmo agrupamento. Já lá vão quase 4 anos mas todos os anos o grupo esmorece. Desde que entrei fiquei com o cargo de Presidente mas às vezes sinto-me mesmo a remar sozinha e isso faz com que eu esmoreça. No Natal fazemos sempre pedidos a empresas para comprarmos os alimentos para os cabazes de natal que oferecemos às famílias mais carenciadas mas este ano lectivo decidi que me ia portar de forma diferente. Fiz uma carta tipo que enviei para todos os órgãos da associação e esperei, sentada. Estávamos já no mês de Dezembro a menos de 2 semanas de acabarem as aulas e não tínhamos patrocínio nenhum! A SÉRIO… Protelei até à última e mesmo no fim decidi avançar, porque as crianças não têm culpa. Conseguimos mas foi tudo no limite. Por norma partilho tudo com todos os elementos e por escrito, há sempre ½ dúzia que se manifesta mas no que toca à distribuição de tarefas, posso esperar SENTADA! Não há quem peça uma reunião ou dê uma ideia; não há ninguém que se lembre que a associação existe e que podíamos fazer algo mais... Isso chateia-me e por essa razão no final do ano passado, disse que não ficava para este ano lectivo mas basicamente fiquei à força (por respeito apenas a duas pessoas que mereciam que eu lá estivesse).

Ontem disse-vos que todos os meus esforços estavam concentrados em ajudar a concretizar um sonho para a Ala do Ensino Especial e até podem não concordar, mas decidi avançar sozinha e quando conseguir o que quero, comunico. Ponto. Nestas coisas aplica-se a minha teoria de que sou efectivamente, o tudo ou nada, mas já que sou o TUDO, faço as coisas à minha maneira.

Lá em casa o que eu ouço é ‘quando as coisas não são como tu queres…’ ups… perhaps! Mas e quem disse que eu não tenho razão? Ahahahahahahahaha

Desabafos de uma Teresa 'Roquette'

quarta-feira, 22 de abril de 2015

Tão pouco para uns, significa TANTO para outros... SONHOS

Hoje os meus esforços estão concentrados em conseguir ajuda para melhorar as condições da Unidade do Ensino Especial (UNIDADE DE APOIO ESPECIALIZADO PARA A EDUCAÇÃO DE ALUNOS COM MULTIDEFICIÊNCIA) na escola onde sou presidente da Associação de Pais, que também é a escola das nossas princesas.

Ontem estive lá e fiquei rendida, derretida com aqueles sorrisos envergonhados e tímidos por verem uma cara nova, com uma doçura que não vos sei sequer explicar!


Façam figas por mim, por nós!

terça-feira, 21 de abril de 2015

PENSAMENTO DO DIA

Imagem daqui
Se as minhas TIFFOSI – Boyfriend fossem o nº27, teriam sido uma compra muito mais acertada!


APRENDE!

HUM?!

Bommmm dia!

De manhã não sou pessoa de falar muito, aliás, sou até bastante mal encarada, dizem lá por casa. Acordo, tomo banho, faço aquelas tarefas matinas habituais e ala que se faz tarde. No escritório bebo uma caneca de café tipo balde, o único do dia e depois sim, estou pronta para a vida. Hoje de manhã perguntam-me assim:
- Menina, quando sair deixo a porta assim aberta ou fecho-a à chave?
Fechar a porta à chave? Hum?! Mas eu não estou aqui? Esteja à sua vontade para me trancar aqui dentro! Afinal, não sou a única a estar pouco acordada às 8h30 da manhã… LOLOLOLOL

Siga…

Hoje é terça, começa a ser outro dia favorito da semana à custa do Bollywood. Apesar de achar que não tenho jeito nenhum para aquilo, que danço hirta como um carapau, quando lá estou não penso em rigorosamente mais nada e aquela hora passa a correr. O único stress é pensar nos eventos que advêm da dança, como por exemplo ir dançar à Exponor! OMG… we’re almost there

Hoje também é dia do All About Eventos mas eu ainda não consegui ir experimentar com muita pena minha. Tenho de pensar rapidamente numa motivação para correr que isto assim não pode continuar! E quem é que vai, quem? O Principesco que já se gaba de estar numa melhor condição física quando joga futebol e a baba escorre-lhe quando joga bem ihihihihih Parece um puto de 10 anos! Aguentaaaaaaaaaaaa Eu acho que o desempenho dele tem tudo a ver com espumante, mas ele não acredita em mim, vou fazer o quê? LOL

É também altura de começar a pensar mais a sério num bolo de comunhão que me foi pedido, coisa pouca, apenas para 45 a 50 pessoas! Really? Vou dar conta do recado, eu sei que vou (convenço-me, certo?).


Beijos pessoas lindas e HOJE COM UM BEIJO MUITO, MUITO ESPECIAL PARA A MINHA QUERIDA AMIGA SH, QUE ESTÁ DE PARABÉNS! Sei que ela vai ler, mas não vai comentar, certo gira? Aproveita bem estes dias e sê feliz! 

segunda-feira, 20 de abril de 2015

Conversas PARVAS conjugais

ELE: pssst… pssst
EU:  sim
ELE: a minha mãe telefonou-me....
EU: e? aconteceu alguma coisa?
ELE: disse que não tínhamos dado noticias no fds, se tínhamos imigrado?
EU: hã? eu perguntei-te se ias lá
ELE: eu disse-lhe que TU não quiseste lá ir!!
EU:  DESCULPA????????????

É mesmo PALHAÇO! Agora a culpa é da Nora! ahahahahah

Vais pagá-las...




PORQUÊ UM BLOG?

Quem me lê sabe que este blog existe há dois anos e meio. Começou com a Dieta dos 31 dias e depois acabei por manter, falando dos mais variados aspectos da minha vida: exercício; dicas; livros; cinema; música; concertos; receitas; medos; conquistas; derrotas; cair; levantar; voltar a cair e voltar a levantar; dias bons e dias menos bons. Um blog é um espaço nosso que nos permite darmo-nos a conhecer sem medos e sem receios de sermos julgados. A abertura que temos quando ninguém nos conhece é muito superior àquela que temos quando sabemos que a pessoa A ou B pode vir a ler, não porque podemos dizer alguma coisa que seja ofensiva, mas porque muitas vezes revelamos muito mais do que alguma vez tivemos coragem para revelar, sobretudo sobre nós! Há apenas um tema que para mim é tabu aqui no blog, que passa por tudo o que tenha a ver com a minha profissão; o meu local de trabalho e os meus colegas; sobre isso nunca falei e desejo manter a minha posição.

No sábado revelei às minhas duas amigas que tinha um blog, e não estão bem a ver a cara de espanto de ambas!
Tu tens um Blog?
Tu sabias que ela tinha um blog?
Tu nunca nos disseste que tinhas um blog?
CONTA-NOS TUDO!
Lolololol

Contei-lhes duma forma resumida, até porque dois anos e meio é muito para se contar em uma ou duas frases, por isso a porta desta casa está aberta para elas, para as receber de braços abertos sem medos e sem receios daquilo que possam ler; ficarem a saber e até virem a descobrir algo que nunca partilhei (LOLOLOL curiosas??? ihihhihihihi).

Confesso que um dos meus maiores receios sempre foi a desilusão de não ter um Blog Good Enough que desperte o interesse; curiosidade e assiduidade para as minhas leituras. Reconheço que umas pessoas têm mais interesse que outras, e se há tema que nem uma nem outra precisam de esmiuçar é o da perda de peso (sortudas!). São ambas giras; magras; das melhores anfitriãs que já conheci, que nos recebem sempre como se fossemos da família (o Principesco é amigo há muitosssssss anos, já eu, entrei na vida delas/deles há pouco mais de 3 anos mas fui desde o início muito, muito bem acolhida!).

Enfim, esta partilha é mais um degrau na vida deste blog que a pouco e pouco vai ganhando o seu espaço na blogosfera, sempre na espectativa de crescer mais e mais, mas isso só o futuro nos dirá.

Bem-vindas meninas a esta minha casa, que a partir de hoje também é vossa!


Gosto-vos!

Lisboa / Ericeira / FDS

Oláaaaaaaaaaaaaaaa!

Como vos disse sexta-feira fui a Lisboa e foi um dia muito bem passado, apesar de correr de um lado para o outro, consegui fazer tudo aquilo a que me propus. Sobre o que eu fui fazer a Lisboa, só posso partilhar daqui a algum tempo, para já apenas posso dizer que correu bem e que foi muito giro!
Consegui também conhecer, ainda que de fugida, uma menina que me segue aqui no Blog e que dá pelo nome de SH! SH, adorei o nosso café e estou certa que um dia vamos conseguir estar juntas duma forma mais tranquila, basicamente sem ser a correr! Gostei da tua simplicidade mas sobretudo da tua simpatia.
Depois das minhas tarefas terminadas, fui ter com o Principesco ao Estoril, que por acaso também foi a Lisboa em trabalho. Estive sentadinha numa esplanada na praia do Tamariz e depois ainda fiz uma caminhada pelo paredão. Ao fim da tarde, já juntos, fomos até ao cabo da Roca e depois acabamos por jantar na Ericeira, no restaurante Prim, onde comemos um polvo grelhado na brasa absolutamente divinal! O restaurante é pequeno, mas é bastante acolhedor sendo que ainda tem esplanada no exterior. Experimentem!
Eram já 23h00 quando nos metemos a caminho do Porto e o cansaço era muito. Fiz um esforço enorme por não adormecer mas fui tendo os meus momentos sóbrios e os meus momentos ‘etilizada pelo sono’.

A ajustar o 'ponto' para se comerem à colher
Sábado tivemos a festa do Pai Nosso da afilhada do Principesco que culminou com um jantarinho super, híper, mega simpático, em casa dos nossos amigos! Comemos camarão da costa (estava perfeito); tostas de pão torrado com azeite, chicória e ovas de sardinha; tostas de pão torrado com azeite, chicória e sardinha em tomate picante; paio e terminamos o jantar com umas belas dumas bifanas! Eu levei ovos moles que a minha amiga serviu naqueles copinhos de bolacha, chamamos-lhes 'shots de ovos moles' que o Principesco começou a comer antes do jantar! LAMBAROSO! Havia espumante até mais não mas eu estava na condição de motorista pelo que me fiquei por 1 flute de espumante e depois água com gás.

Ontem, Domingo, resolvemos ir almoçar ao Evaristo mas quando lá chegamos estava cheio… A decisão de última hora foi comprar sushi e comermos em casa, por isso o dia acabou por dar para descansar. Depois de estar bem descansadinha e já ter dormido pelo menos 2 horas no sofá, resolvi fazer um aproveitamento de pão que tinha sobrado dos anos da Princesa mais nova, resultado, fiz um frasco de croutons com azeite, alho e salsa em pão de cereais; fiz croutons só com azeite em pão branco e ainda fiz pão ralado com broa de milho que também tinha sobrado. A propósito do aniversário, para o jantar fiz a pescada com amêijoas acompanhada de migas de brócolos, longe de saber que o meu sogrinho não gostava! REALLY? Resumindo, ficou-se pelas entradinhas e pelo bolo… Valha-me Deus… O bolo estava delicioso, fiz uma receita do blog Cinco Quartos de Laranja e ficou TOP.

Como podem ver, estes 4 dias foram muito ricos em iguarias, pelo que esta semana tenho de andar na linha, de boquinha fechada! LOLOLOL


Beijos e abreijos e uma excelente semana para vocês

sexta-feira, 17 de abril de 2015

INDO EU, INDO EU…

A caminho de Lisboa!

É verdade, estou neste preciso momento a caminho de Lisboa para plantar uma sementinha. Espero que esta semente cresça e mesmo que não dê frutos, tudo o que vier é bom! Este é o primeiro projecto em que vou participar que teve origem a partir do blog!

Mais não posso contar mas assim que me for possível, partilharei tudo e tudo com vocês!


WISH ME LUCK

quinta-feira, 16 de abril de 2015

MAIS UM ANIVERSÁRIO

A Princesa mais nova faz hoje 13 anos por isso é dia de festa! Não é que dê muito jeito a um dia de semana fazer um jantar para 10, mas é o que tem de ser por isso mesmo será. Ontem à noite fiz o bolinho, uma receita simples do blog Cinco Quartos de Laranja, depois digo-vos se ficou aprovado (a massa do bolo em cru é uma verdadeira mousse de chocolate cremosa com uma consistência maravilhosa). Para acompanhar o bolo vou servir chantilly e morangos. O jantar já sabem (pescada de coentrada com ameijoas em vez das gambas, pão torrado em vez de pão frito e migas de brócolos) só espero conseguir tirar fotos para depois partilhar.

De manhã já lhe cantamos os parabéns com um mini bolo. Com a massa que sobrou fiz uns bolinhos pequeninos só pela graça mesmo mas também já tinha intenção de lhe fazermos isto pela manhã. As fotos não estão maravilhosas mas era demasiado cedo e o tempo era escasso para as nossas tarefas matinais LOLOL.
 

Beijos e abreijos 

quarta-feira, 15 de abril de 2015

ALL ABOUT Eventos

Gosto de cores; gosto de conjugar alimentos mas também gosto muito de alguns alimentos ao natural, como por exemplo os morangos, os tomates, o limão (que A_D_O_R_O comer às rodelas), entre outros.

Deixo-vos com a imagem do meu 2.º lanche de ontem, enriquecido por uma fatia de presunto uma vez que tinha aula de dança às 20h30 e só ia jantar às 22h00.

O Principesco foi pela primeira vez correr em grupo (juntou-se aos ALL ABOUT Eventos) e fizeram cerca de 14km. Segundo ele, foi uma experiência muito boa porque além de nunca ninguém ir sozinho ou ficar para trás, durante o percurso iam fazendo paragens para beberem água e para ‘recolherem’ o grupo. Passaram por ruas e vielas que ele desconhecia; subiram e desceram imensassssss escadas o que tornou o percurso muito mais interessante e dinâmico ao invés de correr sozinho. Eu gostava de experimentar, mas demora-se muito tempo (entre 2h30 a 3h) e é tempo a mais para as miúdas ficarem sozinhas em casa (tenho que desafiar uma colega minha para ir comigo, só para ver como é e se não morro pelo caminho LOL).

De resto, está um tempo horrível com chuva e trovoada ainda bem que deixei as janelas abertas ups que nos deixa mais tristonhos mas o S. Pedro lá sabe quando tem de fazer a rega ihihihhi.


Beijos e abreijos e o resto de um bom dia para vocês. 

terça-feira, 14 de abril de 2015

Sopa de batata-doce

Hoje vou apenas partilhar com vocês uma receita que experimentei ontem: 'Sopa de batata-doce com grão crocante'

Em relação à sopa, todos gostaram (tive algum receio que sentissem o sabor do gengibre fresco, mas não). No fim o Principesco disse ‘que boa sopinha’. Em relação ao grão, gostamos até mesmo para comer assim, em seco, se bem que o Principesco achou que devia ser mais crocante e eu percebo. Tenho de variar esta receita e ver se consigo que fiquem mais estaladiços por fora.

A receita tirei-a daqui

SOPA DE BATATA-DOCE
2 colheres de chá de azeite
2 batatas -doces, descascadas e cortadas em cubos
1 cenoura, descascada e cortada em tiras
½ cebola, descascada e cortada em cubos
1 colher de sopa de gengibre fresco picadinho
1 colher de chá de açafrão-das-índias
3 chávenas (1,2L) de caldo de legumes caseiro ou água
½ colher de chá de sal

Refogue a cebola em cubos no azeite alguns minutos, e junte a batata, cenoura , gengibre e açafrão. Refogue mais 2 minutos e junte o caldo. Assim que começar a ferver, cubra a panela, reduza o lume, w deixe cozinhar durante 25 minutos, até os vegetais ficarem macios. Junte o sal, e ajuste o tempero a gosto.
Triture a sopa com uma varinha mágica ou num liquidificador.
Sirva a sopa guarnecida com folhas de manjericão e grão-de-bico crocante com açafrão.

GRÃO-DE-BICO CROCANTE COM AÇAFRÃO
1 chávena (160g) de grão-de-bico cozido (ou 1 lata média)
½ colher de chá de cominhos em pó
1 colher de chá açafrão-das-índias
¼ colher de chá de pimenta de cayenne em pó
¼ colher de chá gengibre em pó
1 colher de sopa de azeite

Pré-aqueça o forno a 200ºC (400ºF).
Numa taça, junte o grão-de-bico cozido (previamente lavado e bem seco) às especiarias e ao azeite, e misture bem. Coloque o grão numa camada única, numa forma com papel vegetal. Leve ao forno durante cerca de 30 minutos.


As imagens do site são muito mais apelativas que as minhas, mas deixo-vos com as minhas.




segunda-feira, 13 de abril de 2015

XIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII....

Há alguém que logo quando chegar a casa, vai-me mandar ao meu armário contar QUANTAS CALÇAS DE GANGA eu lá tenho penduradas!

MULHER SOFRE ahahahahahahahaahahahhaahah

Lá lá lá lá...

Guilty
Not Guilty
Guilty
Not GuiltyGuilty
Guilty
NOT GUILTY

Ai, não é assim...

He loves Me
He loves Me not
He loves Me
He loves Me not
He loves Me
He loves Me not
He loves Me
He loves Me not
HE LOVES ME