segunda-feira, 30 de maio de 2016

QUIT SMOKING

YES, YES, YES!

Hoje entrei como habitualmente no site da Relief, à procura de alguma promoção (sendo que se até ao fim de Junho não houvesse nenhuma, eu iria fazer na mesma) e lá estava, uma promoção de 20% de desconto hoje e amanhã, porque dia 31 de Maio é o Dia Mundial sem Tabaco! Preenchi o formulário, enviei e ligaram-me de volta: está agendado para o dia 20 de Junho!

YES, YES, YES!

Estou tão ansiosa por me livrar do tabaco que nem vos consigo explicar! Detesto o cheiro; o hálito; a dependência, TUDO!


YES, YES, YES! CAN’T WAIT
Imagem Relief

De Gata Borralheira a Bela Adormecida


diariodeumateresaroquetefotoprincesa
Por cá, foram preenchidos! Quinta trabalhei em casa da minha amiga, tal qual uma Gata Borralheira e ao fim da tarde, acabei por ter de levar a Princesa ao hospital: amigdalite! A febre era imensa e ela já mal falava, com a porcaria que tinha na garganta por causa da infecção. A noite de quinta para sexta também foi horrível, com ela a adormecer às 6h00 da manhã! Além do resto, ficou cheia de dores nos olhos e mal os conseguia fechar (reacção medicamentosa, de tantas pastilhas que tomou, todas de substâncias diferentes!). Um filme! Hoje está finalmente melhor…

Sábado ela tinha uma prova de competição da ginástica acrobática e foi, doente, mas eram trios e se faltasse, as outras não podiam competir! Com brufen em cima esteve razoavelmente bem. Quando acabou a prova estava feliz! Tiveram 15.6, não chegou para as medalhas mas também não foi mau.

Comemos algo deste género
À noite fui jantar com uma amiga ao Kyoto, hummmmmmmm como eu amo sushi! Gostava que tivessem visto a cara do empregado quando lhe pedi mais uma dose de Wasabi ahahahahahahahahahahah, até arregalou os olhos! Optamos pelo Freestyle de 16 peças e admirem-se, comi tudo (mais uma sopa de miso com tofu, wakame e cebolete  M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-A). Cusquem aqui. Depois fomos beber copos e mais copos e entrei em casa de dia, às 7h00! Ihihihih Muito bom. De seguida morri para o mundo num sono profundo de Bela Adormecida. De tarde voltei a casa da minha amiga para a ajudar!

E passou-se assim o fim-de-semana prolongado, sem tempo para me alapar no sofá!!!

Ah, esqueci-me de vos contar, na quarta eu e a minha amiga fomos caminhar, fizemos 6Km numa hora (com subidas elevadas e descidas também). Na sexta repetimos a dose e melhoramos, fizemos 7km numa hora! Amanhã voltamos à carga até porque temos de queimar o sushi que comemos no sábado LOLOLOLOLOLOL

Hoje tenho mais uma aula e preciso dela como do pão para a boca, com a agravante que estamos a 1 mês do espectáculo e vou começar a stressar!


Beijos lindas, contem as vossas novidades!

quarta-feira, 25 de maio de 2016

DREAMS

Não gosto de ficção científica e no entanto, tenho sonhos mirabolantes! Esta noite sonhei com uma espécie de fim-do-mundo! Os edifícios erguiam-se do chão em direcção ao céu, a uma velocidade incrível! O solo deixou de ser plano, e deu origem às raízes dos prédios. Havia buracos e destruição ao nível dos olhos mas quando olhávamos para o céu, não conseguíamos ver o topo de alguns edifícios. Eu era uma espécie de espectadora, mas tanto estive no topo e passei pelo pânico de sentir o prédio onde estava quase a colapsar, como me lembro de estar cá em baixo e de ver gente desesperada lá em cima. Sei que não estava sozinha mas não sei com quem estava; sei que senti os horrores daquela germinação urbana, como continuei como se nada fosse; lembro-me de ter um casaco com um capuz, e me sentir protegida. Foi uma aventura, é o que vos posso dizer.
Imagem daqui

Mas continuando pelos sonhos, em pequena sonhava que morria toda a gente e eu ficava sozinha no planeta (exclua-se a parte do egocentrismo porque o ideal seria ter morrido com toda a gente!), sem construções à minha volta, num sítio em terra batida, uma imagem que tenho gravada como se fosse a capa de um livro. Era assustador…


Quando eu era pequena havia em minha casa um livro chamado ‘O dicionário dos Sonhos’ e todas as vezes que me lembrava do que tinha sonhado, lá ia eu consultar o livro para saber o significado. Acho que quando procuramos um sinal, uma luz que nos guie, agarramo-nos a tudo aquilo que consigamos decifrar, na expectativa que algo nos mostre o caminho. Todos os dias quando vou dormir, digo para mim mesma: Eu mereço ser feliz, eu vou ser feliz! E depois adormeço a fazer as pazes com a vida, porque acredito que antes de sermos felizes para e com os outros, devemos estar e ser felizes com nós próprias. O caminho pode ser longo, mas eu hei-de lá chegar.
Imagem daqui

terça-feira, 24 de maio de 2016

SINS

A nossa coreografia da dança indiana está a ficar tãoooooo linda! OMG! isto foi só um aparte

Ontem tive um dia péssimo, com um daqueles assuntos que me assombra a alma e inquieta o espírito. Apeteceu-me chorar quase que o dia todo; construí textos e textos na minha cabeça e quando cheguei ao papel, deparei-me com um vazio, como se as lágrimas me tivessem esvaziado a alma… valeu-me o almoço com uma amiga, que tem sido o meu ombro direito e esquerdo mais as pernas e os braços e tudo e tudo!

Em termos de alimentação, tenho dado uma no cravo e outra na ferradura LOLOL. Sexta não trabalhei de tarde e quando saí decidi ir comprar uma caixa de sushi! OMG, como eu adoro esta comida… Fui para casa e deliciei-me mas logo de seguida decidi fazer limpeza à casa, assim ficaria com o fim-de-semana todo livre para o que quisesse. Mudei camas; aspirei; limpei o pó e o chão, lavei a casa de banho e também passei na cozinha (estava tudo limpo e arrumado, por isso foi só mesmo o chão). Tomei banho, vesti-me e fui buscar a Princesa ao treino.

À noite tínhamos pensado ir ao Sr. De Matosinhos ou ao cinema e escolhemos a 2ª opção. Fomos directas para o Dolce Vita para a sessão das 21h30 mas, quando lá chegamos, o filme que queríamos ver não estava em cartaz. Sim, eu sei, culpa minha porque nem sequer tinha consultado o site! Mudamos os planos, jantamos por ali e tratamos de escolher a roupa dela para o jantar de finalistas. PESADELO meninas, fiquei com vontade de cortar os pulsos! Sábado de manhã chegamos a um consenso e a roupa escolhida agrada às duas. O vestido é este aqui. Falta-nos comprar o calçado mas ainda temos mais de uma semana.


Retomando o tema comida, sábado ao almoço fiz (pela primeira vez) esparguete integral com tomate e manjericão, e ficamos fãs, as duas! De resto só me voltei a portar mal ontem ao almoço, quando fui desafiada para comer uma sandes de leitão. (Fomos ao restaurante do Porto, mas eles também estão no Mercado do Bom Sucesso e em Alfena). Aliás, nós as duas gozamos até brincamos com o assunto porque no meio da nossa decisão em nos mantermos fisicamente saudáveis, estragamos logo os planos na primeira semana. Ups… De qualquer das formas o peso está controlado e eu estou relaxada. Hoje doem-me os músculos das coxas, fruto do treino de domingo e da aula de ontem, o que quer dizer que trabalhei BEM J Yeahhhhh


Mais logo para o jantar estou a pensar fazer um chili de carne, mas acompanhado só com salada em vez do tradicional arroz, senão são hidratos a mais! E vocês, o que têm feito para jantar? Ando com falta de ideias.

segunda-feira, 23 de maio de 2016

THOUGHTS #7

Como podemos sarar uma ferida quando nos estão sempre a arrancar a crosta?

...

RUNNING

Olá gente gira! Esse fim-de-semana foi bom? Por cá tentamos aproveitar ao máximo.

Entre passear; ir às compras com a Princesa e conviver, ainda consegui dar início à minha que se espera atormentada e muito difícil recuperação física! Uhhhh, LOUCURA! LOL É verdade, ontem resolvi ir treinar sozinha, começando por uma caminhada muito rápida mas sem ser corrida. Não sei ao certo quantos kms fiz, mas devem ter sido poucos (uma vergonha); o sinal do GPS estava sempre a falhar e a net também, pelo que nem o Spotify nem o Runkeeper funcionaram em condições com muita pena minha; pelo meio tentei correr e até tenho vergonha de o dizer, mas aqueles 3 minutos pareceram uns 30! Sim, leram bem, 3 minutos! Depois intercalei corrida de 1 minuto à velocidade maior que consegui com a caminhada. Isto tudo demorou cerca de 40 minutos mas nem aos 5km cheguei (pelos meus cálculos foram 4km e pico...)… Acho que os meus pulmões estão podres pior que as minhas pernas! Tenho mesmo de fazer o tratamento para deixar de fumar e vou fazê-lo ainda este mês! Mal posso esperar.

Depois saí com a Princesa e fomos a pé desde a Baixa do Porto ao Cais de Gaia (depois fizemos o mesmo caminho inverso), mas em modo passeio conseguimos caminhar horas!

Hoje tenho dança e quarta volto a treinar, desta vez acompanhada (Yesssssssssssssssss). Depois vou tentar repetir na sexta e Domingo (quem sabe). Também queria começar a fazer exercícios em casa mas ainda não me predispus (demoro, mas chego lá).


Deixo-vos com alguns registos!! E vocês, o que fizeram?









quarta-feira, 18 de maio de 2016

CONFESSO #3

Há alturas na vida em que não conseguimos travar várias batalhas ao mesmo tempo, e esta altura é uma delas. O peso estava-me a moer na alma e ontem de manhã decidi enfrentar a fera e voilá, acusava 51,6kg. Sinceramente não percebo, porque acho mesmo que o peso não traduz o que vejo ou sinto. Tenho as calças mais apertadas; estou com uma ligeira ‘pançinha’ já para não falar no rabo! E não é ilusão minha porque as calças não mingam. Acho que estive tanto tempo nos 50kg que este 1,5k me está a fazer mossa.

De qualquer das formas resolvi relaxar e continuar com a minha vida normal, sem cortar à boca. Uma das coisas que me desanuvia a cabeça a cabeça é cozinhar, adorooooooo cozinhar e adoro comer. Só não queria ficar infeliz e gorda LOLOLOLOLOLOL Pode ser apenas um inchaço que desapareça em breve, vou ser crente.

Sei que podem pensar ‘lá está a picuinhas a armar-se com apenas 1,5k’, eu sei… Ainda por cima quando há tanta gente que não se importaria de ter apenas 1,5kg a mais, em vez dos 5, dos 10 ou dos 15kg a mais. Já estive no vosso lugar e sei bem o que isso é. Aliás, lembro-me por exemplo de há uns anos pesar 55kg, depois de muitos anos nos 52Kg, e pensar ‘que horror, como é que na altura com apenas 52kg eu me podia achar gorda se agora estou nos 55kg e agora é que me sinto mesmo gorda!’ E depois já sabem, foi uma escalada até aos 64Kg. MEDO’. Depois penso que é isso, nada mais além do medo porque o peso quando tem de subir é tão rápido, que quando damos conta nem sabemos como lá chegamos.

Imagem daqui
E como adoroooooo cozinhar, ontem descongelei filetes de salmão e perguntei à Princesa o que queria para acompanhamento. Favas mãe, arroz malandro de favas! Fiz-lhe a vontade e a caminho de casa compramos 2kg de favas (ela não queria acreditar que os 2kg se resumiram àquilo que sobrou depois de as descascar e tirar a camisa ahahahhaha). O arroz ficou malandrinho e cremoso, a saber mesmo a favas! Além de gostar de comer, adoro comer bem!


Beijosssssssssssssss

terça-feira, 17 de maio de 2016

HAPPINESS, or not

Imagem daqui
Há dias em que nos sentimos um farrapo, pior que um pano de esfregar o chão. Ontem foi um deles. Saí do trabalho sem vontade nenhuma de ir à dança, mas estar com as minhas amigas fez-me sair de casa. No fim da aula falávamos com a professora e ela disse-me assim:
- Ficas tão bonita quando danças! O teu rosto brilha…
Ohhhhhhhhhhhhhhhh…
Sabem quando nos sentimos corar? Foi exactamente assim que eu fiquei!
Sabem quando um simples elogio nos faz perceber porque é que algumas coisas valem a pena? Foi assim que eu fiquei!

Sou uma péssima bailarina, confesso como já vos confessei aqui milhentas vezes, mas sou empenhada! Sou aquela que pede o vídeo da coreografia um mês antes dos espectáculos e em casa treina em frente ao espelho. Sou aquela que ouve a música vezes sem conta a tentar perceber como é que a coreografia encaixa e depois, quando todas estas coisas já fazem sentido, já consigo memorizar os passos. Mas e durante as aulas? LOL É só rir, a prof. Kj ensina-nos a coreografia por partes mas e depois, quando junta tudo? LOL Já não me lembro que passo vem a seguir a qual, olho e elas estão todas numa posição e eu noutra, completamente perdida no espaço; raras são as coreografias em que encaixo os passos todos à primeira. E depois, apesar de tudo, sinto-me sempre meia desengonçada mas finalmente, ao fim de um ano, consigo relaxar a expressão do rosto e deliciar-me nas aulas, acho que isto é que emana um brilho especial que nos torna mais bonitas.

Só vos posso dizer que ontem no meio da tristeza, senti-me feliz!

Obrigada Kj <3

segunda-feira, 16 de maio de 2016

BREATHING SUNSHINE

breathingsunodiariodeumateresaroquete
Podem ficar tranquilas que por estas bandas não se vai falar de futebol! Já chega ver a internet manchada de vermelho… LOLOL De qualquer das formas, os meus parabéns a todos/as os Benfiquistas.

Por aqui posso-vos falar no meu fim-de-semana ‘gastronómico’ que começou com a bela da sardinha assada na sexta-feira à noite, junto ao Sr. De Matosinhos (comi uma salada de pimentos assados super saborosa; uma sopa de peixe muitoooooo boa e umas sardinhas razoavelmente boas mas não perfeitas - restaurante ‘O Tubarão’, que fica numa transversal à Marisqueira dos Pobres); depois podia contar-vos o jantar que fiz no sábado (feijão preto; farofa; couve mineira e bife grelhado) e para terminar, os não picantes pimentos padrón de ontem! A minha vesícula deve-se ter deliciado com tanto verde (pimentos assado; couve mineira e pimento padrón), mas o que é certo é que hoje ainda não se queixou.
vistadochãodiarioteresaroquete

Entretanto queixo-me eu que por este andar vou ficar gorda (entre outras coisas não para aqui chamadas)… LOL Bom, hoje já meti pés a caminho para parar com tanto disparate! Fugi da balança de manhã mas devo-lhe fazer uma visita lá para sexta para ver se os estragos estão desfeitos!

Também me empanturrei de sol (que me aqueceu a alma, de tão gelada que estava até doía…); fiz uma boa caminhada (ainda sem sol porque era demasiado cedo) e passeei pelas ruas da cidade tal qual uma turista! Tirei o ‘pó’ ao meu caderno da escrita e gostei de me ler (há 5 anos atrás; 4 anos, etc).

E pelas vossas bandas? Também foram irracionais como eu e comeram que nem uns alarves? Shame on me… Aproveitaram o sol para repor energias? Hope so.


<3

sexta-feira, 13 de maio de 2016

CONFESSO #2

meodiariodeumateresaroquette
Pensei mudar de Blog, recomeçar do zero como tantas outras coisas na minha vida. Mas não vou deixar para trás algo que é meu e de que gosto tanto, por isso esta casa vai continuar de portas abertas porque afinal de contas só aqui vem quem quer, correndo o risco de gostar daquilo que lê ou não! Cada um é livre de fazer o que quer.

E tinha tanto para vos contar mas para já, ainda não. Para já, limito-me a dizer-vos que mais uma vez recomeço do zero. Podia dizer do menos um, do menos dois, mas recomeço do zero porque é um número positivo. Do zero porque considero todas as minhas experiências de vida enriquecedoras, quer pelas alegrias; pelas riquezas; dor, angústia ou sofrimento; pelas pessoas que conhecemos; pelas amizades que fazemos; pela família que ganhamos e pela família que perdemos. Tudo nos engrandece. Aprendemos a dar mais valor a umas coisas; desvalorizar outras; percebemos que a vida são dois dias e que não podemos ficar a vê-la passar. Não podemos ser espectadores da nossa vida, temos de intervir, ser os actores; encenadores; coreógrafos; cenógrafos e dramaturgos! E com toda a minha bagagem, eu vou dar vida a esta peça neste recomeço. Não digo que vai ser fácil, apenas sei que é possível.


Beijinhos e bom fim-de-semana

quinta-feira, 12 de maio de 2016

VIVENDO E APRENDENDO

Isto sim, foi desenhado por mim
# tantas vezes, aquilo que nos parece o fim é afinal o princípio
# a maior dificuldade da vida é encontrar quem te queira conquistar todos os dias e não só quando sente que te está a perder.
# a vida não termina com aquilo que faz doer muito. às vezes começa a partir daí.


Não foi escrito por mim. Mas podia ter sido.


quarta-feira, 11 de maio de 2016

OBJECTIVOS (um cumprido e outro para cumprir)

Fez dois anos na semana passada que mudei a minha forma de encarar a comida e apenas num mês consegui perder 12kg. Foi um objectivo único e cumprido na íntegra. Quando comecei a perda de peso pesava 63,700Kg e actualmente estou nos 51,2Kg. Se lerem os meus posts do mês de Maio de 2014 percebem a viagem que foi (um tanto alucinante e fascinante para mim, que dia após dia me via desinchar, emagrecer e voltar a ser eu!!!). Podem ainda espreitar as tabelas com o registo de todas as perdas aqui.

Este ano tenho outro objectivo, deixar de fumar. Eu ODEIO verdadeiramente fumar; odeio o cheiro; odeio o vício; o dinheiro que se gasta e que faz falta para outras coisas bem mais importantes. Sou completamente consciente do mal que me faz fumar e já tentei deixar, juro que já!

Como fumadora assídua comecei aos 30 anos de idade (idade para ter juízo). Quando andava no secundário tinha uma grande amiga que fumava e me oferecia cigarros. Um dia resolvi comprar 1 maço de tabaco para mim. Fui para casa e pus-me à janela do meu quarto a fumar. Senti-me tão ridícula e disse a mim própria ‘mas o que é que eu estou a fazer?’ Deitei fora aquele maço e nunca mais comprei tabaco até bastante mais tarde. Fumava um cigarro ‘quando o rei fazia anos’; já depois de ter 20 anos guardava 1 maço de tabaco em casa para os jantares das Ladies Nights. Levava tabaco para toda a gente e o que sobrava, ficava meses na gaveta ou ia mesmo para o lixo.

Os meus 30 anos foram uma fase complicada na minha vida, quase que me atrevo a dizer que passei pela fase dos ‘PORQUÊS’. Questionei tudo, o meu casamento; o meu trabalho; a minha capacidade artística para criar algo de novo; basicamente questionei a minha VIDA. Nesta altura comecei a fumar, primeiro porque me tirava o sono e depois porque não conseguia dormir.

Desde então tem sido sempre a somar e a somar ao nº de cigarros diários que vão aumentando, também somo as tentativas falhadas para deixar de fumar. Entretanto falaram-me num tratamento que resulta. Tenho vários colegas de trabalho que fizeram (alguns fumavam 2 maços por dia) e todos conseguiram (esposas inclusive). Ouvi-los dizer que foi a MELHOR COISA QUE PODIAM TER FEITO, O DINHEIRO MAIS BEM GASTO, faz-me arriscar o mesmo tratamento. Só que está em stand by até o fim do próximo mês (por razões económicas). Se soubessem o quão desejosa estou por pôr um fim à praga cigarro… Ommmmm Can’t wait!


Podem cuscar o tratamento aqui.

Beijos e abreijos :)


DANCE FOR YOUR LIFE

Segunda-feira foi dia de dança indiana e esta é uma das coisas que me deixa feliz. Adoro as músicas indianas porque cada uma tem uma história; cada gesto tem um significado por isso quando aprendemos uma coreografia nova, aprendemos tudo o resto que está por detrás daquela música. Só tenho pena de não poder ir a mais aulas porque uma por semana é pouco!
Aqui têm um cheirinho da música das nossas aulas (dançamos esta coreografia no ano passado e é uma das minhas favoritas)!



Entretanto descobri (tarde e a más horas) que os OVOS são uma das coisas que me põe COMPLETAMENTE enjoada! Segunda-feira à noite cozi peixe; 1 batata; couve coração e ovo. Como trago marmita para o trabalho, o almoço foi igual. Para o jantar aproveitei as batatas e cenouras que tinham sobrado, cozi ervilhas, fiz maionese e voilá, tínhamos salada russa (com ovo cozido). Hoje estou para morrer de enjoada… Nem sequer consegui trazer almoço porque só de pensar em ovos e maionese vomito! Eu sei… foi um abuso comer ovo cozido três refeições seguidas, mas nem sequer pensei no assunto, simplesmente tento não desperdiçar comida!

Já devia saber estas coisas! Vivendo e aprendendo... Dia após dia


De resto, para já no news, (no news, is good news but there will be in soon)

segunda-feira, 9 de maio de 2016

BREATHE...

Sometimes it takes a deep breath to say…

NOTHING


INSÓNIAS

Esta noite foi para lá de espectacular, deixem-me que vos conte (o pior é que não foi só esta, foi esta e outra e mais outra e outra and so on…).

Mas comecemos por esta noite: ontem pelas 23h00 já estava podre de sono, mas nesta altura (culpa minha) tenho uma certa tendência para contrariar o sono porque acho demasiado cedo para ir dormir (com a agravante que queria terminar de ver um filme). Fui para dentro e despertei (como me acontece SEMPRE!!!), peguei no tablet, estive a jogar candy crush e quando apaguei a luz eram 01:18. Ainda vi as horas depois das 2h00 e de repente senti-me quase, quase a pegar no sono até que… PUM! Hã?! Aqui a medricas teve de se levantar para ir ver o que era, tinha sido apenas uma porta que se tinha aberto sozinha. Fui beber água; fui à casa de banho e despertei, outra vez. Realy?! Pois… Contei as 2, as 3, e as 4 da manhã! Depois disto tive sonhos estranhíssimos, sem sentido e surreais. O meu despertador toca às 6:45 para eu me levantar às 7:00. Feitas as contas dormi quase 3 horas! Nice!!!

O meu problema é que tenho imensas noites como esta, mas o pior é que o meu cérebro associa cama a = não conseguir dormir! Quando estou no sofá é difícil não adormecer de tão perdida de sono que estou (muitas vezes passo pelas brasas antes da meia-noite mas depois acordo e estou nova!) embora haja dias que vou para a cama quase de olhos fechados e meia a dormir assim como que se estivesse embriagada mas depois, chego à cama e PLIM! O sono foi-se.

De vez em quando consigo tirar a barriga de misérias e dormir 12 horas seguidas, mas para isso acontecer tenho que ter a persiana do quarto bem fechada e não haver barulho à minha volta (mas nem sempre os vizinhos compactuam comigo).

Efectivamente sou uma pessoa que precisa de dormir no mínimo 8 horas mas esses tempos já lá vão.

E as coisas que pensamos quando estamos às voltas na cama?
E as vezes que nos levantamos seja para beber água, seja para ir à casa de banho?
E as coisas que sonhamos quando ainda estamos ‘acordadas’?
Contudo, o meu fds não se resumiu a isto e deu para fazer de tudo um pouco, nomeadamente tratar da casa; tratar de roupas; sair; espairecer, etc.


E o vosso, correu bem?