sexta-feira, 27 de março de 2015

A VIDA É UM PALCO DE TEATRO QUE NÃO ADMITE ENSAIOS, Charles Chaplin

Hoje celebra-se o Dia Mundial do Teatro assim como o Dia Nacional do Dador de Sangue. Tanto uma coisa como outra estão presentes na minha vida, o Teatro há 24 anos e sou dadora há 21 anos.

Olhar para estes números é um pouco assustador e faz-me sentir distante da minha juventude. A escola onde me formei celebra amanhã 25 anos e eu fiz parte dela há 24, como costumo dizer, sou da 2ª fornada J. Depois disso já por lá passaram mais pessoas da minha família e agora estudam lá pelo menos 3 dos meus sobrinhos.

My Princess <3
A minha filha é boa nas matemáticas mas está-me sempre a dizer que quer ir para uma escola de dança no 10º ano. Quando ela entrou para o 5º ano foram várias opções que lhe deixei em aberto mas eu gostava mesmo que ela fosse para o conservatório de música do Porto. Candidatou-se ao ensino integrado e entrou nas duas: no Ginasiano (dança) e no Conservatório de Música do Porto (CMP). Por questões logísticas de deslocação e monetárias, acabei por decidir que ela ficaria no CMP e até teria corrido bem se ela ficasse com o instrumento que queria (guitarra ou piano) mas infelizmente eles não podem escolher e a ela calhou-lhe o violoncelo… Foi um trimestre atribulado até eu perceber o quanto ela estava infeliz. Resolvi mudá-la de escola e já tinha perdido a vaga no Ginasiano pelo que tive de optar pelo ensino normal. No CMP quando confrontados com a nossa situação, não queriam de todo perdê-la até porque as vagas são tão escassas que é muito difícil entrar mas a minha filha estava infeliz e eu tinha de agir. Disseram-me com todas as letras que se a tirasse, ela não poderia sequer voltar a candidatar-se e mesmo assim tirei-a de lá.

Em relação à dança ela faz ballet desde os 8 anos e também faz jazz, se bem que ela gosta mesmo é de hip-hop mas naquela escola agora não há. De qualquer das formas, só lhe digo que tem de estar grata pelas oportunidades que tem, que teve porque no meu tempo nada destas coisas estavam ao meu alcance a não ser em sonhos. Eu tenho um fascínio por ballet, por dança apesar do meu muito pouco jeito (ou falta de confiança, what ever), até costumo dizer que na minha próxima vida quero ser bailarina já que não o consegui ser nesta, qui ça!

E podia continuar aqui a falar da minha grande ‘piquena’ mas fica para outro post!

Na quarta acabei por ir ao cinema ver o filme ‘A TEORIA DE TUDO’ e adorei. É forte, faz-nos pensar e perceber no quanto O AMOR PODE ALCANÇAR mas também que SÓ O AMOR NOS PODE LIBERTAR. Levei lenços e bem que precisei deles.


Beijos e abreijos e um excelente dia de sol :))))

segunda-feira, 23 de março de 2015

O PESO DA IDADE E O QUE ISSO PODE SIGNIFICAR

A minha Princesinha há uns anos atrás
Daqui a 2 semanas já estou nos 39 e sinto-me bem com a idade, apesar de às vezes achar que perdi aquela carinha de miúda (as pessoas dizem-me que não deve ser para serem simpáticas lol). Tenho dias…

Nunca escondi de ninguém o desejo de voltar a ser mãe mas também sempre disse que me recusava a sê-lo depois dos 40! Podem vir com 1001 argumentos que nada me faz mudar de ideias, pelo menos até à data sempre mantive a minha posição.

Assim sendo vou fazendo contas de cabeça e o tempo foge-me por entre os dedos… No outro dia sonhei que tinha um bebé de colo; esta noite sonhei com a minha filha (quando ela tinha mais ou menos 4 anos), enfim… Não me sai da cabeça. O tema, em casa, para já não é discutido o que me inquieta ainda mais. Não somos os dois da mesma opinião e a ideia de não ter mais filhos mói-me… É aqui que sinto o peso da idade!


A nossa vida é um livro aberto e aprendemos até morrer; amamos até morrer mas enquanto cá andarmos, tudo é uma incógnita! Isto não, é um dado concreto e a ideia custa-me horrores!

Em modo Desabafo...

CINEMA

Bom dia!

Imagem daqui
Mais um fim-de-semana passado e este, foi daqueles bem tranquilos; deu para fazer pequenas coisas em casa (daquelas que estão em stand bye há imenso tempo), passear, ir ao cinema e descansar. Desta vez era o Principesco a escolher o filme e confesso que não havia assim nenhum que eu estivesse ansiosa por ver, por isso limitei-me a ceder à escolha dele que recaiu sobre o ‘THE GUNMAN’. Não amei e na primeira parte consegui dormitar entre uma cena e outra. Não foi bem conseguir porque não era minha intenção dormir, mas foi superior a mim porque não me estava a interessar! Na segunda parte o thriller melhorou e deixou-me naquele estado de stress que não consigo controlar e só faltou ranger os dentes ou roer as unhas. Acabou bem, como eu gosto por isso valeu a pena (acho sempre que vale a pena mesmo quando não gostamos muito).  Tenho um filme para ver que deve estar quase, quase a sair de cartaz e só passa uma única vez (21h40) por dia, falo do filme ‘A TEORIA DE TUDO’. Vou tentar ir na 4ª feira, a ver vamos.

Para esta semana tenho um evento programado e estou bastante curiosa por ir, falo da inauguração do Palácio do Conde do Bolhão, um edifício centenário que virou uma escola de teatro! Acho que o trabalho de recuperação foi magnífico e o espaço está lindo, can’t wait, podem saber mais aqui.


De resto tudo tranquilo! E com vocês? 

sexta-feira, 20 de março de 2015

Mães

Hoje de manhã lavei o cabelo mas para cozinhar, prendo-o sempre! Diz-me ela assim:
- Já prendeste o cabelo OUTRA VEZ?
- Não mãe, é só para cozinhar!!!!!!

As vossas mães também são assim? Agem convosco como se vocês tivessem 8 anos? 

LOLOLOLOL

Beijos e abreijos com desejos de um excelente fim-de-semana ��

quinta-feira, 19 de março de 2015

Aos 38 continuo ASSIM...

Desde miúda sempre fui de choro fácil, a minha tia/madrinha era a matriarca da família e impunha de tal forma respeito que cada vez que ela me chamava (morávamos todos no mesmo prédio) eu ficava a tremer com medo de ter feito alguma coisa indevida. Sentava-me no sofá ao lado da cama dela e as lágrimas escorriam-me cara abaixo sem que as conseguisse conter (antes mesmo de saber qual o motivo dela me ter chamado, e ás vezes era apenas para me pedir para lhe ler uma noticia, para me dar um diospiro, etc. LOL).

Cresci mas as coisas não mudaram muito. Comecei a trabalhar no meu actual emprego um mês antes de completar 20 anos! Quando o meu chefe me chamava ficava cheia de medo, corada até mais não sem saber o que esperar. Nesta altura também bufava quando as coisas me corriam mal e o choro era contido, excepto nalguns dias em que não conseguia mesmo evitar.

Os anos foram passando, deixei de corar com tanta facilidade e já não me lembro de chorar à frente do chefe LOLOLOL. Já em casa; no cinema; a ver um filme; a ler um livro, etc choro com a maior das facilidades. É profundamente enervante porque na maior parte das vezes gostava de guardar o choro só para mim mas não consigo!!!!!!!!!!!

Já disse e repito (muitas e quantas vezes forem necessárias) ao Principesco que sou sensível (nada a fazer); que fico sentida com coisas que a muita gente lhes passa ao lado mas a mim não! Gostava de ser forte e de evitar o choro mas é superior a mim! O que fazer? Bem que tento engolir em seco mas não dá… Começo a não conseguir engolir e o que não desce sobe e as lágrimas caem-me assim sem mais nem para quê!

É verdade, aos 38 (quase 39 LOL) isto não devia ser tema de discórdia mas é. Eu até percebo que seja profundamente enervante não me poderem dizer nada sou tipo um vidrinho de cheiro sem que eu me sinta melindrada, mas esta sou eu e tal como tenho coisas boas, tenho estas menos boas que podem tirar as pessoas do sério… (As não, algumas porque felizmente são poucas as que me vêm chorar).

É isto… em modo DESABAFO

PRIMAVERA

Bom dia!

Hoje é um daqueles dias em que vemos o Facebook ser invadido de posts com declarações de amor dos filhos para os pais… No meu tempo não havia nada disto, e neste dia procurava dar-lhe sempre alguma coisa que o fizesse feliz, mesmo com o pouco dinheiro que a minha mãe tinha! O meu pai já faleceu há 21 anos por isso eu era miúda… Na minha família nunca fomos pessoas de mostrar os afectos, sempre fomos muito reservados, consequência da forma como educados. Isto apenas quer dizer que nunca dissemos a palavra Amo-te Pai; Amo-te Mãe, apesar de o sentir-mos. Hoje parece tudo tão fácil de dizer, de escrever, que me leva a desacreditar um bocado no significado da própria palavra. Outros tempos…

 Já repararam que sábado chega a Primavera? Verdade!!!! Um dos primeiros sinais visíveis são as árvores que já aparecem vestidas de flores e como são lindas, não me canso de olhar e daqui a uns dias quando mudar a hora aí sim, temos a perceção de que entramos numa nova estação! Adoro os dias compridos cheios de sol; ver o sol pôr-se enquanto cozinho; sentar-me para jantar e ainda não ser completamente de noite; enfim, uma série de mudanças que me deixam feliz!

Outra coisa que me deixa feliz é o facto de amanhã ser sexta, significa que estamos de fim-de-semana; provavelmente uma escapadela ao cinema e outras coisas que me dão prazer!

E vocês, coisas planeadas para estes dias? Sabem quem faz anos hoje? LOLOL Espreitem aqui J Eu já lá fui dar-lhe os parabéns.


Beijos e abreijossssssssssssss

terça-feira, 17 de março de 2015

FIM-DE-SEMANA CHEIO

Bons dias!

Este fim-de-semana foi daqueles sempre a abrir! Na sexta-feira eu e o Principesco fomos ao teatro ver ‘O FIM DAS POSSIBILIDADES’, gostei bastante no seu todo (encenação; texto; guarda-roupa luz e som) e já tinha saudades de ver um espectáculo assim. O meu problema costuma ser a duração das peças, pois tudo o que tenha mais que 1h15 torna-se difícil para mim. A primeira parte durou mais ou menos 1h15 e passou-se muito bem; a segunda parte durou outro tanto e aí, o sono começa-se a apoderar de mim e quando dou conta, já estou noutro planeta, ups! De qualquer das formas recomendo vivamente a todos os amantes de teatro!
Sábado andamos às compras e à noite, eu mais o Principesco e as miúdas fomos ver Stand Up Comedy apresentada por um amigo nosso. Não sou pessoa de grande humor ODEIO Balas e Bolinhos e o Bruno Nogueira enerva-me solenemente pelo que é sempre uma incógnita se vou gostar ou não. Gostei bastante! Terminou por volta da 01h00 e a essa hora já estávamos cheios de fome. Tínhamos jantado bastante cedo (uma sopa de peixe deliciosa by me lol) e resolvemos ir ao Capa Negra petiscar; eu optei por comer um prego em pão mas o bife estava seco… Depois de se provar os pregos do ‘Venham + Cinco’ torna-se difícil comer pregos noutro lado!

Domingo tivemos lá os sogrinhos a almoçar mais umas primas do Principesco, éramos onze! Fiz picanha no sal com feijão preto; farofa; ananás grelhado; arroz; batatas; salada de agrião com tomate cherry e salada de alface. De entrada servi queijos com presunto; pão de alho e azeitonas. Para sobremesa a prima levou uma mousse de chocolate (servi com morangos) diferente da convencional, provei, gostei mas achei extremamente doce (é feita com natas; leite condensado; chocolate de culinária e bolachas oreo). Depois acabaram por ficar todos para o lanche pelo que tivemos casa cheia até à noitinha. É cansativo mas eu ADORO ter gente em casa. A picanha fica muito saborosa feita no sal, o problema foi que tirei o tabuleiro do forno e enquanto comemos as entradas a picanha cozeu mais um pouco do que o pretendido… Nervos! Não estava seca mas perdeu-se o efeito rosado…

Ontem para o jantar tinha que reciclar a picanha que tinha sobrado e resolvi fazer um empadão. Já não me lembro há quantos anos não fazia empadão… Perguntam-se se comi de tudo? LOLOL O facto de eu não comer algumas coisas, não quer dizer que os outros não possam comer, certo? Provei algumas coisas e outras não, obviamente! Tentei acima de tudo comer pouco e não fazer grandes misturas e foi completamente tranquilo sem ter causado nenhuns estragos na balança LOL.

Hoje é terça-feira, dia de Power Bollywood e só tenho pena que seja apenas uma vez por semana, mas é assim, nada a fazer.

E vocês, tudo bem desse lado?

Beijos e abreijos desta Teresa 'Roquette'


quinta-feira, 12 de março de 2015

QUANDO AS EMOÇÕES NOS TRAEM

A comida sempre foi e continuará a ser um escape emocional. Todas nós sabemos que quando não estamos bem, uma das primeiras compensações passa pela comida! Sim, naquelas alturas de desespero, de indecisões, angústia, tristeza, a comida torna-se numa companheira excelente!

Mas e o depois?

Depois perdemos-lhe o controle e no dia em que sentimos as calças mais justas; o rosto mais inchado; a barriga mais saliente, temos mais um problema a somar a todos os outros que já tínhamos sobre os ombros.

Às vezes é preciso parar para olhar para nós, definir prioridades sem deixar que umas coisas interfiram com as outras. Já pensaram que se sentissem bem com o vosso corpo, confiantes e tivessem prazer de desfilar na rua, que quando olhassem para o vosso reflexo numa montra e gostassem do que viam, não pareceria que tudo na vida é mais simples do que parece?

Eu sou assim… Eu fui assim até que lhe perdi o rumo, como sabem, e fui ter aos 64kg. Estava gorda (para a minha altura e de acordo com os meus padrões de beleza, note-se) e aquele patamar não me dava qualquer tipo de consolo, nem a própria comida uma vez que já a sentia como uma das minhas maiores inimigas.

Estão lembradas que perdi 12kg no ano passado?! Faz agora em Maio um ano que mudei a minha postura em relação à comida, mas isso não quer dizer que de vez em quando não me sinta descarrilar. Comer é um dos meus maiores prazeres, assim como cozinhar para mim e para os outros! Aprendi a comer de tudo, com moderação e encontrei formas de controlar os impulsos que me faziam entrar num supermercado, comprar uma tablete de chocolate e come-la numa assentada. Aliás, acho que nem sequer voltei a comer chocolate desde então porque não sinto falta, sou mais aquela pessoa que se tenta a comer um croquete se for para pecar!

Relembro o essencial na minha perda de peso:
. QUANTIDADES MODERADAS DE TUDO, sopa inclusive!
Muita gente diz que a fruta não engorda (errado); a sopa não engorda, os legumes não engordam… errado! A fruta está carregada de açúcar (frutose) e num processo de cetose, em que o nosso corpo está a recorrer à gordura para produzir energia (levando-nos a perder peso) uma peça de fruta é o suficiente para interromper este processo. Nunca deixei de comer fruta, mas deixei de a ver como sobremesa ou como recurso para matar a fome. Ainda hoje a única peça de fruta que como é uma maçã a meio da tarde, sempre com 1 tosta. Contudo, isto não quer dizer que num fim-de-semana não possa comer uns morangos como sobremesa num almoço de família (sem açúcar de preferência mas se tiver de ser, ninguém morre).

A sopa… encontramos na internet uma variedade imensa de sopas que dizem ‘fazer emagrecer’! Eu não sou fã porque simplesmente adoro sopa e lá em casa, as minhas sopas incluem sempre grão ou feijão e de vez em quando massinhas. Gosto de uma sopa saborosa com direito a tudo, inclusive a base da minha sopa começa sempre com estalar a cebola em azeite e só depois é que vou acrescentando os legumes. Agora perguntem-me se como 2 tigelas de sopa? Não… Como 1 boa concha de sopa e basta-me! Mas prefiro uma tigela cheia de sabor do que uma tigela cheia duma coisa deslavada…

Os legumes… Ah, porque os legumes não engordam e podemos comer abundantemente! Mentira… Quanto mais coloridos são os legumes, mais açúcares têm e não nos podemos esquecer que muitos deles ao serem cozidos, libertam mais açúcar. Por isso, modere as quantidades dos legumes, independentemente do legume que se tratar. Os que são consumidos em cru são sempre mais inócuos do que os que são cozinhados. É claro que os podemos/devemos cozinhar sempre duma forma saudável (pessoalmente gosto muito de legumes salteados mas nunca faço grandes misturas, saltei-o um, no máximo 2). Aqui o princípio deve ser a disciplina e habituarmo-nos a comer menos… Se continuarmos a comer um prato cheio, mesmo que seja a transbordar de legumes, é como que se disséssemos ao nosso cérebro que só assim ficamos saciados, quando o que pretendemos é aprender a comer menos, a comer de tudo um pouco e moderadamente!

As proteínas… Já fiz todo o tipo de dietas, cada uma com o seu princípio. Para mim, as dietas à base proteínas deixam-me com uma carência de açúcar que tecnicamente, não vos sei explicar, além de me sentir ‘intoxicada’. Comigo não resulta, aliás só de pensar que não posso comer ‘isto ou aquilo’ é o que mais me apetece! Como e sempre comi proteínas mas uma vez mais, em pequenas porções.

Por isso, na minha dieta sempre incluí de tudo, excepto as massas e o arroz que já há muitos anos que não tenho por hábito comer, mas isto não quer dizer que não coma! Sou fã dum bom arroz de forno ou de uma boa cabidela; babo com as minhas batatas fritas com alecrim e quando as faço, podem ter a certeza que também as como, apenas não como se o mundo fosse acabar amanhã!

Sentirmo-nos bem com o nosso corpo dá-nos uma paz interior inigualável… Por isso um bom regime alimentar é sem dúvida um grande aliado para nos ajudar a superar os problemas da nossa vida.

Mimem-se; cuidem-se; tratem de vocês como tratam dos vossos! E não tem mal nenhum pecar, desde que saibamos recuperar no dia seguinte de forma a mantermos o nosso rumo, o nosso objetivo. Não sejam demasiado exigentes, basta que ‘Go with the flow’ como se costuma dizer e vão ver que mais tarde ou mais cedo terão resultados.


Qualquer coisa estou sempre ao vosso dispor, como sempre!

segunda-feira, 9 de março de 2015

Às vezes a vida custa

Imagem daqui
Todos os dias lidamos com pessoas diferentes, com pensamentos diferentes; posturas diferentes e temos de saber lidar com isso. Cada um de nós tem o seu feitio particular e dá mais importância a umas coisas do que a outras!
Eu sou Carneiro como já vos disse umas quinhentas mil vezes mas isso agora não interessa nada e tenho o meu feitio muito peculiar. Fico sentida com algumas coisas, magoada e o pior é que na maior parte das vezes as pessoas nem sequer percebem. Cabe-me a mim resolver-me, apaziguar-me, respirar fundo e tentar dar a volta por cima. Para isso temos de agir como se nada se passasse, falar normal e tentar esquecer… Ou então evitar um telefonema quando sabemos que não vamos conseguir disfarçar, por muito que tentemos. Nestes dias tive uma situação que me deixou magoada e cada vez mais tenho a certeza que a pessoa não faz a mais pálida ideia de que me magoou; sei que não era de todo essa intenção; sei que deve estar completamente a leste deste assunto mas também sei que nunca virá a saber, isso é ponto assente que para mim este tema morreu e resta-me seguir em frente sem prejudicar nenhuma amizade pelo meio, porque nem sequer faria sentido.

Agora sinto-me/senti-me no direito de andar aborrecida; cabisbaixa; sentida e de poucas falas… Sou assim e é a minha forma de reagir até conseguir interiorizar e digerir o tema. Está feito; rematado e resolvido. Agora que estas coisas custam, custam… Agora só tenho de arrebitar and move on!

Fffffffffffffffffffff


As 50 Sombras de Grey

Mais um fim-de-semana passado e mais aniversários… para o de sábado fiz dois bolos, um para a mãe e outro para a filha, take a look:
Making off the butterflies


Bolo 'Mousse de forno' para uma borboletinha de 9 anos

O aniversário de ontem foi uma festinha caseira e consolei-me a fazer de babysitter de um fofinho de 6 meses! Levei o meu pão recheado com queijo (desta vez fiz uma pequena variação, acrescentei bacon muito, muito picadinho). Ainda levei salada de orelheira que simplesmente adoro! Na sexta deixei a orelheira de molho e sábado cozia só com sal. Ao jantar fiz uma salada pequenina para mim e para a minha mãe mas ontem, senti uma comichão na cara, a pele seca e os cremes ardiam imenso e penso claramente que se deve ao facto de ter comido aquilo. É carne de porco e raramente como… Hoje estou melhor mas ainda noto pequeninas manchas. O meu pão fez sucesso e um dos convidados apelidou-me de cozinheira de mão cheia (é sempre bom ouvir comentários positivos). Em relação aos bolos de sábado não faço ideia se gostaram ou não, uma vez que não estivemos presentes neste aniversário e também não tive nenhum feed-back…

Na sexta à noite fomos ao cinema e era a minha vez de escolher o filme (BURRA)… Adivinhem lá o que resolvi ir ver? Exacto, o filme mais mediático dos últimos tempos, ‘The fifty shades Of Grey’! DESILUSÃO total e absoluta! Para juntar ao facto do filme ficar demasiado aquém das minhas expectativas, estava uma pequena excursão de pelo menos umas 14 mulheres (na casa dos 50) que se juntaram para ir ao cinema. Falamos da última sessão, em que raramente somos mais de 10 espectadores… Até aqui tudo bem, não fosse o histerismo ANTES e DURANTE a exibição do filme. Resultado, não consegui sequer envolver-me no espírito do filme e muito menos apreciar a sessão. A minha vontade era sair no intervalo… Recomendo este filme para um domingo à tarde, entre um cochilo e outro, enroscadinhos confortavelmente no sofá. Tenho dito!


E pronto… espero que esta semana seja mais tranquila, sem stresses de bolos ou festas. Se não estou enganada, o próximo aniversário será o meu J ihihihihihih daqui a umas quase 4 semanas… 




quarta-feira, 4 de março de 2015

DOCES E IGUARIAS

Pois que no fim-de-semana tivemos mais um aniversário no Domingo à tarde! O que fiz para levar foram brigadeiros de chocolate e brigadeiros de amêndoa, ora vejam:

Os de chocolate passei por chocolate granulado e os de amêndoa passei uns em amêndoa picada e outros por crocante de amendoim (acho que é assim que se chama...)! Ficam super bonitos e bons... :)

Agora vou ter literalmente de dar asas à imaginação para mais um bolo no fim-de-semana... A ver vamos como me saio! Tenho de fazer um bolo para sábado e domingo temos mais um aniversário à tarde, mas para este apenas vou levar um pão recheado com queijo que vai ao forno e é servido com tostas (diga-se de passagem que eu adoroooooo LOLOL). Escusado será dizer que eu adoro tudo o que é comida, sobretudo salgados!!! Hum.... 

Sigaaaaaaaaaa...

PENSAMENTO DO DIA

‘Quando achamos que já engolimos o sapo, Deus aparece-nos e diz-nos que ainda temos de engolir a rã’


Que seja para desconto dos meus pecados…

E agora para desanuviar, deixo-vos com uma foto da aula de ontem, do Power Bollywood, em que se celebra a semana HOLI

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

ACHAS QUE SABES DANÇAR

Moi même, na aula de ontem :)
QUEM? EU? Ahahahahahahhahh Ora bem… A minha professora de dança indiana diz-me que com o tempo aprendo os passos, por isso posso escolher a turma dos intermédios da dança indiana ou o Power Bollywood e até me disse mais, a dança é como andar de bicicleta, nunca se esquece e é verdade, os passos que demos que eu conhecia consegui fazê-los razoavelmente bem! Fiquei apenas com umas dores nas mãos que até me deram os calores! O professor de kizomba diz-me que o meu defeito é falta de confiança e ontem repetiu a mesma frase :(

O meu dilema agora é decidir em que turma quero ficar por isso tenho até ao fim-de-semana para decidir. As aulas de kizomba são giras, o único problema é que não gosto da turma… Há lá um grupinho de mulheres que não se calam e criam a verdadeira desordem… Ontem era confusão a mais para o meu gosto por isso, sinceramente, não sei se vou continuar com muita pena minha! Já pensei tentar descobrir se aquele professor dá aulas em mais algum sítio aqui no Porto, a ver vamos!

E pronto, hoje já é sexta e a minha mãe vem hoje para nossa casa passar este mês. Ontem eu e o Principesco falávamos que de facto é um mês mau, porque os aniversários são imensos e os convites sobrepõem-se uns aos outros mas a verdade é que não a podemos abandonar literalmente todos os fins-de-semana por isso vamos ter de optar! Para este está tudo controlado e todos têm programas, vejamos:
. Principesco – tem um jantar sábado à noite…
. Princesa mais nova - tem um programa com o grupo de dança que lhe vai ocupar a tarde toda; jantar e cinema;
. Princesa mais velha - tem uma festa de aniversário das 18h00 às… ainda não sei!
. Euzinha – só tenho que fazer companhia à minha mãe e ser motorista das princesas;
. Minha mãe - é a única que não tem programa a não ser aturar-me, o que diga-se de passagem, não é tarefa fácil LOLOLOL just kidding;
. Domingo – temos um aniversário à tarde mas devemos ir só os 4, a minha mãe fica bem a ver os programas dela na TV mas só não vai, porque prefere MESMO ficar em casa!

No meio disto tudo a sorte é que ninguém me pediu bolos de aniversário! Yeah!!!! Mas também me chateia verdadeiramente não poder ir ao cinema no sábado à noite… Enfim…

Entretanto vou ter de ter uma conversinha aqui com a minha cabecinha porque engordei 1,5kg e está-me verdadeiramente a chatear! Estou assim a modos que… naquela fase de que quanto mais quero perder, mais asneiras faço, sabem como é? Essa mesmo! Tenho uma semana para recuperar, de hoje a 8 dias conto-vos se já dei conta do recado ou não, fica aqui o compromisso!!!!


Beijos e abreijos e desejos de um excelente fim-de-semana para vocês!

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

DANÇA INDIANA

2012
É verdade, esqueci-me de vos contar, ontem fui fazer uma aula de Power Bollywood com a minha antiga professora de dança indiana. Preciso de conciliar as aulas com os meus horários de casa, pelo que tenho de ver em que aula me enquadro melhor e qual a que mais me dá jeito em termos de horário. Ontem fiz uma aula mais mexida; quinta vou fazer uma aula de dança indiana. O meu problema é que esta é a turma da qual eu saí em 2012, logo, elas estão num nível muito mais avançado que eu, mas a turma das iniciadas é ao sábado de manhã que não me dá jeito (não vou pagar para andar a faltar ás aulas). Gostei muito de relembrar os movimentos daquelas aulas mas nem me atrevi a olhar para o espelho (para mim) e apreciar a minha figura! LOLOLOL Tenho consciência que não fiz movimentos limpos até porque já não me lembro muito bem de algumas posições das mãos e dedos. A diferença entre uma dança e outra é que o Power Bollywood é mais mexido e a dança indiana é mais clássica… por mim ficava nas duas LOLOLOLOL A isto junta-se o Kizomba que amanhã será a minha 3ª aula (e não pratiquei nada com o Principesco, ele é um baldas e anda sempre na galderice) ihihihhihihihihihiih é bom que ele leia mesmo… LOL
2012



Depois conto-vos como correu J

LISBOA

Olá, olá! Desculpem-me a minha ausência mas o trabalho tem sido imenso, o que me deixa pouco tempo livre para vos escrever.


A minha ida a Lisboa foi muito agradável, muitos passeios, muitas iguarias, muito namoro, tudo muito e do bom. Sexta-feira fui ao fim da tarde de comboio ter com o Principesco que já se encontrava em Lisboa a título profissional. Cheguei por voltas das 20h00 e fomos directos ao hotel. Ficamos alojados no Lisboa Plaza Hotel e o atendimento é 5*. Estacionamos o carro no parque do hotel e fomos procurar um sítio simpático para jantar. Acabamos no OUI, perto do Teatro da Trindade. Comemos muito bem e depois passeamos pelo bairro alto. Fui ter com uma colega minha de escola que trabalha por ali que depois nos levou a um bar (Wasp Bar) muito simpático, cheio de gente simpática! Chegamos ao hotel por volta das 4h00… LOLOL

O pequeno-almoço do hotel era muito agradável; super completo e recheado de coisas boas. Eu fico-me sempre apenas pelos salgados mas o Principesco não resiste a um docinho no fim. Depois fizemos-nos à vida e fomos passear pela baixa Lisboeta. Visitamos a Sé Catedral de Lisboa e de seguida fomos ao Museu MUDE (o que basicamente me fez ir a Lisboa) visitar a exposição ‘DE MATRIX A BELA DORMECIDA:

De Matriz a Bela Adormecida dá a conhecer o trabalho de António Lagarto como figurinista, apresentando uma seleção de quase 300 peças (vestuário, adereços de cabeça, joias e sapatos) que foram vestidas por alguns dos mais importantes atores, atrizes e bailarinos para corporalizarem várias figuras do universo dramatúrgico nacional e internacional. Para uma plena visualização do universo estético de António Lagarto e do modo como trabalha espaço, matéria, corpo e luz, a curadoria e o design expositivo são também assinados por si. O resultado é uma instalação organizada em torno de seis hipotéticos núcleos:

I Prólogo (Anjo) |Introdução (Ficções)
II Super Heróis
III Outras Figuras
IV Tutus e Elfos
V Mitos Contemporâneos
VI O Belo e o Efémero

Eu sou uma verdadeira fã do António lagarto e já tive o prazer de trabalhar com ele há alguns anos atrás. Ver a exposição, ver aqueles figurinos dotados de uma criatividade extrema e ver alguns para os quais trabalhei, deu-me uma saudade enorme e uma nostalgia dos tempos em que além de trabalho de secretariado, também fazia trabalhos criativos dos quais muito me orgulhava. Os cortes na cultura; as questões políticas, etc. deram aso a que o nosso trabalho com esta pessoa fantástica acabasse por ser escassear, sendo que já não trabalhamos juntos há muito tempo, demasiado tempo.
  
Vista a exposição, já eram horas do lanche sendo que nem sequer tínhamos almoçado! Fomos então ao Mercado da Ribeira mas não sem antes termos parado para beber uma ginjinha. No Mercado optamos por experimentar algumas coisas e dividir, por isso fomos:
. Croqueteria (não gostei… ups eu sou daquelas pessoas capazes)
. Chef Henrique Sá Pessoa (comemos um leitão confitado com puré de batata doce e uma salada, mas o leitão estava seco por dentro… desilusão)
. Sea Me at the Market (comemos 1 sopa de peixe que nem era de peixe, nem era creme de marisco e o pouco peixe que tinha era duro)
. Gelados Santini (achei extremamente doce…)
LOLOL Vocês devem estar a pensar que sou uma esquisitinha, mas graças a Deus se há coisa que me dá prazer é comer, como vocês sabem e de facto, foi uma desilusão tudo o que comemos no Mercado da Ribeira.

Posto isto e de barriguinha cheia, fizemo-nos à vida e regressamos (sempre a pé) para o centro. Como a primeira ginja que bebemos não nos encheu as medidas, resolvemos beber uma ginjinha naquele tasquinho junto ao Teatro Nacional D. Maria e essa sim, estava muito melhor (excepto a própria ginja que era verdadeiramente intragável de comer… amarga que mais parecia uma azeitona LOLOLOL).

Para o jantar tentamos marcar mesa para ‘O Cantinho do Avillez’ mas sem sucesso; a senhora que nos atendeu pela manhã aconselhou-nos a ir ao Café Lisboa, no Largo de São Carlos mas igualmente sem sucesso. Da próxima vez saio do Porto com os jantares já marcados nos restaurantes previamente escolhidos! Entretanto ficamos sem saber onde jantar porque não queríamos ir de carro, teria de ser alguma coisa pelo centro e lembrei-me que há uns anos atrás, comi uma açorda de gambas no Bairro Alto e lá fomos à procura desse restaurante que eu nem sabia a o nome. Descobri e tratava-se do ‘Cocheira Alentejana’. A açorda continuava igualmente deliciosa, já as bochechas de porco estavam passadas demais e por isso ficaram secas, mas de resto, o queijo que comemos era excelente por isso têm nota positiva LOL.

Domingo de manhã (tipo hora do almoço…) fomos visitar o Panteão Nacional e adoramos, valeu mesmo a pena! O preço da visita é perfeitamente aceitável e todas as pessoas que lá trabalham são extremamente simpáticas. Depois fomos a Belém e como não podia deixar de ser, fomos comer um pastel de belém e comprar caixas para trazer como ofertas. Passeámos por ali e viemos para cima com destino a Mafra. Quando lá chegamos estava a ficar escuro, era um fim-de-tarde tristonho e basicamente paramos para trincar qualquer coisa porque nem sequer tínhamos almoçado. O empregado que nos calhou era lento e com pouca vontade de servir o que quer que fosse; perguntamos o que tinham de salgados e ele nem a lista nos deu (era uma pastelaria e brunch… presumo que tivessem imensas coisas); pedimos uma tosta mista em pão saloio e não tivessem sido aviados uns 4 pedidos depois do nosso em primeiro lugar, o pão teria chegado. Assim saímos apenas com um pingo e um café apenas porque já tínhamos pedido, caso contrário ter-me-ia levantado e saído porta fora.


Para terminar a viagem e matar a fome, lembrei-me de ir comer um leitão COMO DEVE SER e fomos à Mealhada, ao ‘Meta dos Leitões’. Hummmmmmmm… que delícia… babo só de pensar naquela pele estaladiça; aquelas batatas tão finamente cortadas e aquele vinho frisante… Vocês devem estar a pensar que eu sou uma grande lambona LOLOLOLOL e sou, gosto de comer bem e com qualidade; prezo um bom atendimento e a simpatia de quem nos atende.

E foi assim o nosso fim-de-semana pelo Sul!